Infecções vaginais: Gonorreia e Clamídia


Gonorreia (Neisseria gonorrhoeae) e clamídia (Chlamydia trachomatis) são bactérias de transmissão sexual (DST’s) bastante comuns, que causam respectivamente 1.541.800 e 1.967.200 casos por ano no Brasil. São transmitidas por toda as formas de contato sexual (sexo vaginal, anal, oral, homo ou heterossexual), sendo que o risco da mulher de pegar a doença é maior do que o do homem (mas eles também podem pegar). O risco de transmissão de um parceiro infectado a outro é de 50% em CADA relação, e pode durar de meses a anos se o paciente não for tratado. Felizmente, o tratamento eficaz rapidamente interrompe a transmissão. (Fonte: Ministério da Saúde). Esses microorganismos costumam atingir os órgãos genitais (vagina, útero, trompas, pênis, testículos, próstata), ânus e uretra. Também pode haver transmissão para o olho através do contato com mãos ou outras partes do corpo que estejam contaminadas. Essas doenças não podem ser transmitidas por beijo, abraço, vaso sanitário, roupas, toalhas, lençóis, piscinas, banheiras ou talheres.


Qualquer pessoa que tiver relações sexuais sem preservativo pode contrair uma dessas DST’s, mas elas são mais comuns naquelas que têm mais de um parceiro, nas que têm parceiros sexuais que têm outra parceira e nas que já tiveram essa ou qualquer outra DST. A clamídia também atinge mais as meninas com menos de 25 anos.


A maioria das pessoas (70 a 80%) não apresentam nenhum sintoma dessas doenças. Quando eles estão presentes, variam de intensidade, podendo a paciente apresentar todos eles ou apenas alguns. Nas meninas os sintomas mais frequentes são:


- Corrimento vaginal: na gonorreia, ele tem aspecto e odor de pus (amarelado, esverdeado), e na clamídia o aspecto é muito variável

- Dor ao urinar e durante as relações sexuais

- Dor pélvica (no pé da barriga)

- Febre

- Sangramento fora do período menstrual.


Há, ainda, a infecção das glândulas de Bartholin, que ficam ao lado da abertura vaginal e podem ser infectadas por gonorreia, quadro chamado de bartolinite. As glândulas incham, doem muito e ficam bastante vermelhas ou arroxeadas devido a um grande acúmulo de pus.


Os meninos podem sentir dor ao urinar e durante as relações sexuais, saída de secreção semelhante a leite ou pus pelo pênis e dor ou inchaço testicular. Meninos e meninas podem apresentar essas doenças em outros órgãos, como garganta, olhos e articulações.

Os sintomas geralmente começam de 2-10 dias (no caso da gonorreia) e 1-3 semanas (no caso da clamídia) após a pessoa ter tido o contato com as bactérias e, mesmo que não esteja sentindo nada, ela transmitirá a doença para todos com quem mantiver relações sexuais.


Quando não tratadas, essas duas bactérias costumam ampliar sua invasão, especialmente na mulher. Elas sobem da vagina para o útero, do útero para as trompas e das trompas podem se espalhar para toda a nossa pelve, chegando a casos de infecções graves, com necessidade de hospitalização e cirurgia. Há, ainda, o risco de gravidez nas trompas e de infertilidade masculina ou feminina. A obstrução das trompas por complicação dessas infecções é apontada como a causa da infertilidade em 10-15% das mulheres que não conseguem engravidar.


Se você acha que pode estar com gonorreia ou clamídia, deve parar de fazer sexo imediatamente e procurar seu médico. O diagnóstico é feito através da história da paciente, do exame ginecológico (muitas vezes com coleta de material da vagina, do colo do útero, do ânus, da uretra) e com exames de sangue e urina, e o tratamento é feito com antibióticos para o casal. É extremamente importante que o diagnóstico e o tratamento sejam feitos logo no início da infecção, tanto para evitar que as DST’s sejam transmitidas de uma pessoa par outra, quanto para evitar as complicações dessas doenças. E não se esqueça: a melhor prevenção para essas e outras DST's, ainda é a boa e velha e camisinha. ;-)

Em destaque
Posts Recentes
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square



  Responsável: Dra. Debora Paulo Santos     CRM-DF 12.728